Bolsonaro fala em jejum, os filhos do diabo se irritaram e partiram para o ataque

0
59







MGID X*XX*SE**X

“Guerra espiritual”

O presidente Jair Bolsonaro convocou o povo brasileiro para neste domingo (5), fazermos juntos um jejum contra o vírus chinês. 


Não a nada demais fazer um jejum, isso faz bem ao organismo, porém filhos das trevas se irritaram com o jejum deste domingo, reforçando minha tese de que desde o início do mandato do presidente Bolsonaro venho afirmando que “estamos em guerra espiritual“.  

O presidente Bolsonaro defende a família, a Globo e partidos de esquerda defendem a destruição da família.
O presidente é cristão, a maioria dos partidos opositores não.
O presidente quer que criminosos sejam presos, os opositores querem ver os criminosos livres.
O presidente não é corrupto, os opositores em sua maioria são corruptos.
O presidente ama Israel, de acordo com a Bíblia é a nação escolhida por Deus, os opositores eram praticamente inimigos.
O presidente defende menores infratores na cadeia, os opositores querem que continuem livres cometendo crimes.
O presidente fala a língua do povo, os opositores falam a língua dos interesses. 
O presidente foi livre da morte, os opositores queriam que morresse. 
O presidente tem Deus e o povo ao seu lado, os opositores tem inspiração das trevas o tempo todo.
O presidente fala a verdade doa a quem doer, a Globo e partidos de esquerda, mentem o dia inteiro.

Diante disso, estamos em guerra o dia inteiro, “os filhos de Deus contra os filhos das trevas”.

O povo de Deus tem uma garantia. Certo dia, o senhor Jesus disse; 
“Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”, João, 16:33.
O jejum alimenta o espirito, sacrifica a carne, rompe dimensões, entra em contato direto com Deus. -Esta é a razão pelo qual os filhos das trevas se irritaram com a convocação para o jejum.

Com a palavra, Jair Bolsonaro; 
“Paz e tranquilidade para quem tem fé. Papai do Céu está conosco, acredito em Deus. Vamos brevemente, de acordo com decisão de evangélicos e católicos, vamos marcar um dia de jejum de todo o povo brasileiro para a gente ficar livre desse mal o mais rápido possível”.A declaração foi dada durante uma entrevista ao program Os Pingos nos Is, da Rádio Jovem Pan.

-A jornalista Vera Magalhães, nesta quinta-feira (2), fez uma publicação no Twitter em que chama de “circo armado” o jejum nacional organizado por cristãos marcado o próximo domingo (5), apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

O deputado e pastor, Marcos Feliciano, enviou uma petição ao Ministério Público Federal, para que tome as devidas providencias contra a jornalista. 

O parlamentar sustenta que Vera está incursa na Lei nº. 7.716, de 5 de janeiro de 1989, que considera crime a discriminação ou preconceito contra religião, cuja pena é de dois a cinco anos de prisão. (confira)

-Não devemos esquecer que atores globais desejam a morte do presidente Bolsonaro a todo momento. Circula um vídeo na internete de uma atriz da Rede Globo desejando acabar com o presidente. Em um artigo publicado pelo jornal Folha de São Paulo, um global deixou bem claro o desejo dela em relação a Jair Bolsonaro.

Não devemos temer! Deus está conosco, Deus é o nosso refúgio.

Que Deus abençoe essa nação.

ALl Video 4you MGID